Spinguera Eco Lodge - Cabo Verde
14 Abr 2014

Larissa Lazzari – Spinguera Eco Lodge: tempo e espaço para viver emoções.

[su_spacer]

Larissa Lazzari nasceu em Itália há 35 anos. Com apenas 26 anos de idade, concluiu com distinção o seu curso na Academia de Artes. Enquanto estudante, Larissa Lazzari trabalhou como assistente de um renomado fotógrafo profissional, e expôs por diversas vezes os seus trabalhos artísticos. Visitou pela primeira vez a Boa Vista aos 15 anos de idade. Juntamente com os irmãos e o seu pai, encantou-se com a beleza da ilha. À época, o seu pai dava início à construção do Hotel Marine Club Beach Resort, uma unidade hoteleira de referência localizada a apenas dois quilómetros de Sal Rei, o que lhe possibilitou passar todas as férias de inverno na amena temperatura da Boa Vista.

[su_spacer]

Com o seu irmão Nicola, sonhou um dia construir a sua própria casa em Espingueira, uma antiga e abandonada aldeia de pescadores localizada a norte da ilha. Infelizmente, com a morte prematura do seu irmão Nicola esta ideia foi adiada, contudo, a paixão pela aldeia permaneceu inalterada.

Em 2001, com o aval e apoio da Câmara Municipal da Boa Vista, o pai de Larissa Lazzari iniciou a compra dos terrenos da antiga aldeia piscatória. O projeto inicial era a construção de oito moradias geminadas. Iniciadas as obras, Larissa Lazzari intervém no projeto sugerindo uma valorização arquitetónica ao mesmo, através da preservação do valor patrimonial histórico e cultural da antiga aldeia de Espingueira. Iniciava-se assim a reconstrução das antigas casas respeitando as plantas e a arquitetura original e o surgimento do Spinguera Eco Lodge, um projeto nascido do amor por esta terra e pelas suas gentes. O fascínio do “Spinguera de ontem” ficou intacto, pronto para ser redescoberto e deliciado por quem procura por lugares autênticos e imaculados. O impacto ambiental é praticamente nulo, Spinguera Eco Lodge está perfeitamente integrado no espaço envolvente.

[su_spacer]

Spinguera Eco Lodge - Cabo Verde

[su_spacer]

Nas imediações não se deslumbra uma única luz artificial, nem qualquer outra estrutura que possa atrapalhar o belo panorama que contempla esta área que, por instantes, é capaz de cortar a respiração de quem aqui chega pela primeira vez.

Por respeito ao ecossistema e à biodiversidade, o Spinguera Eco Lodge procurou sempre trabalhar em parceria com a vizinha comunidade de Bofareira para construir um destino desejado somente pelos viajantes responsáveis. Deste fazem parte inúmeros franceses, belgas, alemães, ingleses e portugueses que, em comum, partilham o amor pelo autêntico e pelo ecossustentável. Procuram essencialmente a paz, a tranquilidade e a exclusividade em privilegiado contacto com a natureza. O Spinguera Eco Lodge proporciona-lhes a descoberta de um local autêntico, acolhedor e intacto nas tradições.

[su_spacer]

Spinguera Eco Lodge - Cabo Verde

[su_spacer]

Larissa Lazzari é de opinião que, “o turismo sustentável é o futuro, pois somente através da integridade ambiental e cultural os projetos turísticos manterão uma constante procura e um permanente interesse.” O recurso a 36 painéis solares e um aerogerador elétrico de 3,5 kW responsáveis pelo fornecimento de 95% da energia elétrica consumida no Spinguera Eco Lodge faz prova da ecossustentabilidade de todo o projeto.

Esta constante preocupação com o meio ambiente é o que distingue este tipo de projetos turístico das grandes unidades hoteleiras internacionais, as quais, sem qualquer preocupação de preservação e manutenção dos espaços envolventes, apenas privilegiam os serviços em função do preço pago pelo cliente. Para Larissa Lazzari, “as grandes unidades hoteleiras da Boa Vista, com o seu modelo All Inclusive, nada trazem para Cabo Verde. O turismo de massas, sobretudo em locais onde se desenvolve rapidamente, tal como aconteceu na Boa Vista, também acaba por se extinguir velozmente, aniquilando o destino turístico com as suas construções anárquicas, sem respeito pela paisagem, desenquadradas e sem ter em conta as necessidades locais das populações”, refere, acrescentando que, “a Boa Vista não está minimamente preparada para absorver o impacto da invasão do turismo de massas que todos os dias chega à ilha. Este turismo desregrado está a produzir montanhas de lixo e de resíduos os quais o ecossistema não consegue absorver. Os próprios animais que antigamente pastavam livremente na ilha, agora alimentam-se nas lixeiras. A poluição gerada pela energia fóssil utilizada por essas gigantescas unidades hoteleiras – 100% gasóleo queimado em enormes geradores – é contra todos os princípios da preservação ambiental. Penso que quem tutela o setor, não está a ter as devidas preocupações com o meio ambiente, com os habitantes nem com o futuro da Boa Vista.”

Como destino turístico exótico, Cabo Verde está na moda. No entanto, tal como em todas as modas, se não houver uma estratégia de continuidade baseada na autenticidade e no que é diferenciador, acaba por sair de moda e isso é o pior que pode acontecer a um país que apostou fortemente e quase que em exclusivo no turismo de massas. Para Larissa Lazzari, “Cabo Verde tem de saber aproveitar a oportunidade que o turismo lhe está a proporcionar para melhorar a qualidade de vida das suas populações, no entanto, tem de o fazer de forma sustentável, sem colocar em risco o seu património ambiental. O que se está a fazer na Boa Vista, com a utilização desmedida de recursos ambientais débeis, irá demorar mais de duas décadas a reparar. No final é preciso fazer as contas e pesar os ganhos em função da destruição causada”.

[su_spacer]

Spinguera Eco Lodge - Cabo Verde

[su_spacer]

O Spinguera Eco Lodge é um pequeno aldeamento turístico com nove quartos duplos e três apartamentos com cozinha. Contempla ainda um restaurante, bar, sala de leitura e um amplo espaço de relaxamento em perfeita harmonia com a natureza envolvente. Emprega 23 pessoas, das quais três com formação superior e seis com formação profissional na área da restauração.

O Spinguera Eco Lodge é um produto de reconhecida qualidade, sem termos de comparação na ilha da Boa Vista. Quem procura o autêntico, com um serviço personalizado e em total privacidade, não encontra nenhuma outra alternativa para este tipo de turismo diferenciado. Escritores, músicos, artistas, arquitetos, advogados, médicos, músicos mas também pessoas que apenas procuram exclusividade e elevada qualidade encontram no Spinguera Eco Lodge um local perfeito para uma autodescoberta em perfeita harmonia com a natureza e o imaculado meio envolvente. A melhor atividade aqui proposta é mesmo o descanso, contudo, também possibilita a organização de excursões, atividades desportivas, visitas naturalistas, caminhadas, música ao vivo, passeios de burro e, claro, pesca. A falta de cobertura de rede móvel e o afastamento das rotas comuns de passeio da ilha tornam este espaço único e garantem a almejada paz interior tão ambicionada por quem tem a oportunidade de desfrutar deste local exclusivo, capaz de deixar memórias inesquecíveis em quem o visita.

Para o futuro do Spinguera Eco Lodge, Larissa Lazzari gostaria que o espaço continuasse a integrar o Parque Natural assim como hoje se encontra: isolado, preservado e protegido. A sua maior ambição? Continuar a proporcionar experiências inesquecíveis aos seus hóspedes, fazendo-os sentir privilegiados pelo contacto com a imaculada e preservada natureza, pelo espaço envolvente e pelo tempo inesgotável.

[su_spacer]

Spinguera Eco Lodge - Cabo Verde

[su_spacer]


visioncast