Empreendedores


Kim Alves — Promover a música de Cabo Verde
18 Ago 2016

Kim Alves — Promover a música de Cabo Verde

Joaquim Fernandes de Pina Alves, “Kim” Alves, nasceu há cinquenta anos na Achada de Santo António, no coração da cidade da Praia, em Santiago. Filho do conceituado violinista Djonsinho Alves, cedo se interessou pela magia que a música lhe transmitia. Aos cinco anos de idade já acompanhava o pai com o chocalho, os shakers e o pandeiro. A transição dos instrumentos de ritmo aos de cordas foi rápida. Em menos de um ano, o jovem Kim estava a tocar cavaquinho. Depois foi a viola de doze cordas, o violão e, por fim o violino. O gosto pela música e a paciência do pai em ensiná-lo viriam um dia a dar frutos. Kim Alves é atualmente um dos mais prestigiados produtores musicais de Cabo Verde.


Emília das Dores Santos — “Esta é a minha história”
16 Ago 2016

Emília das Dores Santos — “Esta é a minha história”

“Nitinha” sempre cresceu com apetência para o negócio. Desde muito cedo que o comércio faz parte da sua vida. Fez o seu primeiro negócio aos dez anos de idade e, desde essa altura, nunca mais parou. Dona de uma memória prodigiosa, Emília das Dores Santos “Nitinha” é uma mulher feliz e realizada. Com esforço, dedicação e muito trabalho, conseguiu realizar o sonho de construir o seu próprio negócio. Atualmente é proprietária da Bela Sombra, um complexo turístico no coração da cidade da Ribeira Brava. Esta é a história da sua vida, feita de trabalho, amor, honestidade e simpatia.


SUCLA — Há setenta anos a criar riqueza em São Nicolau
16 Ago 2016

SUCLA — Há setenta anos a criar riqueza em São Nicolau

É um dos grandes impulsionadores do desenvolvimento do Município do Tarrafal. A fábrica de conservas que geriu durante décadas é uma referência da indústria nacional e fonte de criação de riqueza para toda a ilha de São Nicolau. Quando olha para o percurso percorrido, Jack Pinheiro sente-se satisfeito com os resultados do esforço e dedicação que sempre colocou no desenvolvimento da SUCLA - Sociedade Ultramarina de Conservas, Lda. Apesar das dificuldades da economia atual, da concorrência desleal vinda do exterior e da escassez de peixe que atualmente se regista nos mares de Cabo Verde, o proprietário das conservas Cadório sente-se orgulhoso e realizado ao passar o testemunho às gerações mais jovens.


Fábrica de Queijo do Cachaço — Criar valor acrescentado aos produtos tradicionais da Brava
09 Ago 2016

Fábrica de Queijo do Cachaço — Criar valor acrescentado aos produtos tradicionais da Brava

Na localidade de Cachaço, no coração da Ilha Brava, localiza-se um projeto inovador que tem contribuído significativamente para a melhoria das condições de vida de uma parte da população daquela povoação. Situada a seis quilómetros da cidade de Nova Sintra, a Fábrica de Queijo do Cachaço é fruto de uma parceria entre a Associação do Cachaço e o Governo de Cabo Verde que, através do Programa de Luta Contra a Pobreza, financiou a construção e os equipamentos desta unidade produtiva. A Fábrica de Queijo do Cachaço é, atualmente, um caso de sucesso do empreendedorismo bravense.


Autoemprego — Solução para os níveis de desemprego nacional
09 Ago 2016

Autoemprego — Solução para os níveis de desemprego nacional

Arlete Monteiro é uma dona de casa diligente. A lide doméstica e o acompanhamento escolar dos seus dois filhos ocupam-lhe grande parte do tempo. Em dias de mar revolto, o seu marido, pescador de profissão, nem sempre consegue angariar o sustento familiar, por isso, Arlete empenhou-se em aprender um dos ofícios mais reconhecidos da Ilha Brava: os bordados. Atualmente, as suas peças são já uma referência em toda a ilha, havendo quem as compre para oferecer além-mar, principalmente nos Estados Unidos da América.


Ateliê de Bordados — Incentivar e potenciar o artesanato local
09 Ago 2016

Ateliê de Bordados — Incentivar e potenciar o artesanato local

As rendas e bordados são uma das principais atrações do artesanato tradicional da Ilha Brava. Como forma de incentivar e promover esta atividade, a Câmara Municipal construiu, no centro da cidade de Nova Sintra, um ateliê de artes e ofícios. Divulgar os trabalhos produzidos e motivar o interesse de novas artesãs é, para já, o grande objetivo deste espaço.


Unir os artesãos da Brava na criação de riqueza para Cabo Verde
09 Ago 2016

Unir os artesãos da Brava na criação de riqueza para Cabo Verde

Silas dos Santos nasceu na Ilha Brava a 6 de maio de 1977. Consequência de uma personalidade rebelde, a infância do jovem Silas foi algo conturbada. Com 18 anos de idade foi cumprir o serviço militar na Ilha de São Vicente onde, pela primeira vez, descobre o gosto pelo artesanato. Desde então, tem feito da sua arte a sua forma de vida. Tem, nos últimos anos, percorrido a maior parte das ilhas do arquipélago promovendo e divulgando as peças que produz. Recentemente, regressou à sua ilha natal para tentar algo novo: criar a Casa da Cultura onde espera associar as suas obras ao outro artesanato produzido na Brava.


Construções Oásis, Lda. – O empreendedorismo e a persistência de uma nova geração.
11 Mai 2014

Construções Oásis, Lda. – O empreendedorismo e a persistência de uma nova geração.

[su_spacer] Aristides Mosso Brito e João José Tavares foram colegas no curso de engenharia civil na Universidade do Porto, em Portugal. Enquanto estudantes foram consolidando a ideia de, um dia mais tarde quando regressassem à Boa Vista, constituírem uma empresa de construção civil. Os planos correram conforme o desejado e, em março de 2007, nascia a Construções Oásis, Lda., atualmente uma das maiores construtoras da...

Ler Mais


Cíntia Lima  – Fotografar sensações, conquistar emoções.
07 Mai 2014

Cíntia Lima – Fotografar sensações, conquistar emoções.

[su_spacer] Nasceu em Portugal, mas ainda muito jovem veio para Cabo Verde, a terra dos seus pais. Cíntia Lima é licenciada em Educação Social com uma pós-graduação em Prevenção da Violência de Género, uma área que a apaixona. Após concluir o seu curso na cidade do Porto, no Norte de Portugal, Cíntia tentou entrar no mercado de trabalho português, mas sem resultados imediatos. O facto...

Ler Mais


Luísa Mosso – Manter viva a tradição da olaria da Boa Vista
07 Mai 2014

Luísa Mosso – Manter viva a tradição da olaria da Boa Vista

Luísa Mosso começou a trabalhar o barro com apenas nove anos de idade. Ajudava a mãe, Dª Gracilda Ramos Mosso, conhecida em Rabil por Juvina. O processo de transformar o tosco barro em peças habilmente moldadas cativou-a ao ponto de se ter dedicado, quase em exclusivo, a esta atividade. Atualmente à frente da Escola de Olaria de Rabil, Luísa Mosso tem orgulho no trabalho que...

Ler Mais



Page 1 of 3123